11/04/2016

Corta esse nó cego e continua a bordar!

Tá difícil!
Mas vamos lá.
Primeiro, uma mensagem legal porque amanhã é meu aniversário.  :)
E essa música veio no pensamento.
Agora, de volta ao trabalho.
Juntando disponibilidade de tempo (olha ele aí) com fixação por linhas e agulhas dá no quê?
Montoeira de coisas que a gente faz e vai guardando. Não dá e não vende porque acha bonito.
E fui acumulando coisas legais sem terminar porque começava outra peça igualmente bacana.
Instalou-se o caos.
Solução: dar ou vender.
Opção: feira de artesanato.
Por hoje já está bom.
No próximo capítulo, aprendiz de sapateiro.


Nenhum comentário: